domingo, 20 de junho de 2010

Pensar, pensar


A essa altura não é mais "novidade" a notícia da morte do escritor, comunisma, ateu e premio Nobel de literatura José Saramago, é até chato ficar repetindo isso e postando qualquer coisa sobre ele, chafurdando na lama digital em busca de velhas e desconhecidas entrevistas ou coisa que o valha, apenas para dizer que vai lembrar do velhinho e que sente sua falta.



Isto posto, o mais certo seria eu não postar nada, correto?



Sim, mas tenho um motivo para postar uma homenagem póstuma para ele, como um acerto de contas por nunca ter terminado de ler uma obra sua. Não pensem que foi por falta de tentar, mas sim por essas coisas da vida que nunca conseguimos entender direito.



Pois bem, segue então a "última" postagem no Blog do velhinho, que reflete muito bem o período que atravessamos:



"Acho que na sociedade actual nos falta filosofia. Filosofia como espaço, lugar, método de refexão, que pode não ter um objectivo determinado, como a ciência, que avança para satisfazer objectivos. Falta-nos reflexão, pensar, precisamos do trabalho de pensar, e parece-me que, sem ideias, nao vamos a parte nenhuma."


Publicado originalmente na Revista do Expresso, Portugal (entrevista), 11 de Outubro de 2008, e copiado em 20/06/2010 do endereço eletronico: http://caderno.josesaramago.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário