domingo, 6 de dezembro de 2009

Meridiano de Sangue, ou O rubor crepuscular no Oeste – Cormac McCarthy


Parte 1: Resumo.

Título: Meridiano de Sangue, ou O rubor crepuscular no Oeste
Autor: Cormac McCarthy
Editora: Alfaguara

O livro traça, de inicio, a vida de um jovem sem nome e sem família, conhecido apenas como “kid”, abandonado a sua própria sorte em um mundo violento, cruel e implacável. Vagando pelo sul em direção ao oeste dos Estados Unidos, nos anos que se seguiram a guerra contra o México, o “kid” se une a um bando de mercenários, contratados por governantes do norte daquele país, para caçar os famigerados "peles-vermelhas", principalmente os selvagens e lendários apaches, e arrancar-lhes os “recibos”, tufos de cabelo e couro cabeludo extraídos violentamente dos crânios indígenas, e as vezes mexicanos, na cruel e imortalizada prática do escalpelamento.

A estranha companhia, muito mais próxima de um "bando" do que de qualquer organizado grupamento militar, formada por personagens singulares como seu comandante, o cruel John Joel Glanton, o gigante albino juiz Holden, o mutilado Toadvine, o negro Jackson, entre outros de menor expressão, mas não menos intrigantes e importantes no desenrolar da história, é seguida de perto pelo morticínio e a violência, deixando atrás de si um rastro largo de morte, sangue e destruição por uma terra inóspita e sem lei, já destruída pelo clima e pela miséria humana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário