quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Hidromel? Isso existe?



Sim, existe...

A Bebida preferida de Derfel Cadarn, Uhtred de Bebbamburg e por toda uma horda de barbáros existe sim...

Saiba mais pelo artigo abaixo, extraído do site do Apiário Florin ( www.apiarioflorin.com.br ):


A HISTÓRIA


A fabricação e o consumo de bebidas alcoólicas do mel tem uma história quase tão velha quanto o homem. Muito antes de existir o vinho, já existia o vinho de mel.

Ele já era conhecido pelos homens das cavernas, pelos hindus, persas, gregos, romanos e povos germânicos. Na europa, os velhos teutões, que viveram na Elba, por volta de 200 a.C. faziam hidromel e bebiam-no durante os 30 dias seguintes ao casamento, donde se originou a expressão ‘lua-de-mel’, pois era e é considerado afrodisiáco. Na mitologia germânica o hidromel era a bebida dos deuses e heróis.

No Europa o mel sofreu uma dura competição com o vinho nos países da bacia do Mediterrâneo, onde a uva podia ser cultivada, tornando-se practicamente esquecido. Ele só continuou a ser consumido nas regiões mais frias do norte da Europa, onde não se pode cultivar a uva.

Com as recentes descobertas da ciência do século XX, teve a apicultura mundial um renascimento e o hidromel ganha dia a dia seu lugar ao Sol.

O QUE É HIDROMEL

O hidromel é obtido pela transformação dos acúcares do mel em álcool, assim, é imprópiamente chamado de vinho de mel, pois “vinho’ é um termo consagrado universalmente ao produto da fermentação da uva.

O mel quando colhido “maduro” ou seja quando extraído de favos que foram completamente operculados, pelas abelhas, tem um teor de humidade por volta de 20%. Sob esta proporção de água dificilmente é fermentado. Se o teor de humidade aumentar em 2% pode iniciar-se uma fermentação. Os fermentos que estão presentes no ar no pólen e no próprio mel, podem começar a se multiplicar e transformarem os açúcares do mel em álcool.

A técnica de fabricação do hidromel, consiste em facilitar ao máximo, a ação destes maravilhosos cogumelos microscópicos (saccharomyces cerevisiae). Para uma fermentação completa e que confira um teor alcoólico desejado de 12%, deve se inverter as proporções mel/água. Ou seja: 80% de água e 20% de mel, além de aportar à esta mistura o fermento apropriado bem como os necessários sais nutrientes para o seu bom desenvolvimento e reprodução.


O PROCESSAMENTO

Para uma fermentação completa e que confira um teor alcoólico desejado de 12%, deve se inverter as proporções mel e água. Ou seja: 80% de água e 20% de mel, além de aportar à esta mistura o fermento apropriado bem como os necessários sais nutrientes para o seu bom desenvolvimento e reprodução.

A porcentagem de álcool (7 a 14%) e o sabor específico é obtido através da fermentação do mel. Junto com o álcool são produzidas outras substâncias importantes para a caracterização do vinho, tais como os compostos aromáticos. O processo de fermentação completa em tres meses. O hidromel posto à venda, tem geralmente 1 a 3 anos de maturação em barris de carvalho. A diferença de preço é proporcional ao tempo de envelhecimento da bebida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário